Arquivo para junho \13\UTC 2009

sE TORNANDO MAIS QUE VENCEDOR… ENFRENTANDO O DESÂNIMO

Precisamos de uma motivação para vencer o desânimo. Como podemos alcançá-la? Essa motivação deve ser como o Amor de Deus para conosco: Incondicional. Sabemos que esse Amor não depende das circunstâncias e assim devemos ser também. Posicione-se como um servo de Deus, pois Aquele que começou a boa obra em sua vida é fiel e justo para completá-la. Apresente-se com gratidão ao Senhor, pois a Palavra nos diz: ”…foste fiel no pouco e sobre o muito te colocarei” (Mateus 25:21-23) e também nos ensina que devemos descansar: ”Não andeis ansiosas por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplica, e com ações de graças, apresentem seus pedidos a Deus” (Filipenses 4:6). O Senhor motiva-nos a sermos específicas em nossas orações, porém, em tudo, devemos ter gratidão. Um servo de Deus sabe que pode passar por lutas, perseguições, sofrer calúnias, mas em tudo é mais do que vencedor em Cristo Jesus. Quando estamos desanimados, temos a oportunidade de sermos gratos, porque não fomos chamados para sermos envergonhados. Precisamos quebrar alguns ciclos em nossas vidas, pararmos com o sentimento de autocomiseração e entendermos que não podemos mudar as pessoas e o mundo ao nosso redor. A mudança tem de ser feita em nossas vidas! O Senhor conhece a nossa fragilidade, Ele supre as nossas necessidades e precisamos saber que a obra em nossas vidas será completa.
 
Neemias motivou e influenciou o povo, pois os muros já estavam pela metade. Precisamos de uma mente exercitada em Cristo para vencermos o desânimo, a ira, quebrando velhas estruturas. Ore, vigie, conheça a Palavra de Deus. A melhor forma de defesa é o ataque! Seja uma mulher preparada. Precisamos ter o foco certo que é Jesus, tirarmos os escombros do passado, pois o novo de Deus requer mudança, esforço. Deus está preocupado em realizar seus sonhos, até mesmo aquele que você julga ser insignificante. Muitas vezes nos colocamos na situação do paralítico (Marcos 2:1-12), sem força, sem vontade. Onde estão os teus sonhos? Há pessoas que estão com suas vidas paralisadas, que precisam ser conduzidas a Jesus. O Senhor deseja usar-nos para levarmos a cura a essas pessoas. Apresente-se com confiança a Deus, esforce-se, influencie, motive outras vidas! A Palavra diz-nos que Neemias precisou convocar o povo pois, embora os muros estivessem pela metade, o desânimo sobreveio. Você não pode andar por aquilo que sente, mas ande por aquilo que você crê, com a mente de Cristo: ande com pessoas que ajudem a sua motivação; cremos no poder da união. (Atos 4:32). A reconstrução dos muros estava avançando; é neste momento que temos de suportar a pressão, porque quanto maior ela for, mais rápido a máquina andará. Não ignore o desânimo, pare, avalie, não perca o foco que é Jesus.
 
1. Reúna esforços para uma meta – Neemias 4:13 – É necessário que tenhamos tempo na presença do Senhor.
2. Volte seus olhos para as promessas do Senhor – Neemias 4:14 – Lembre-se de onde Deus te tirou, chame as verdades para sua vida. (Is 26:3-4).
3. Equilibre seus pensamentos e suas atitudes – Não seja agressiva descontando sua ira em pessoas ao seu redor, nem passiva escondendo sua fraqueza.
4. Determine um ponto de reunião – Neemias reunia o povo ao som da trombeta. Na casa de Deus, na Igreja, é que o Senhor ordena suas bênçãos e nos dá a força necessária. Quando lutamos a causa de nossas irmãs, o Senhor luta por nós. Maior é aquela que serve do que aquela que é servida.
 
Precisamos conhecer as causas do desânimo para que dissipemos esse mal de nossas vidas.
 
1. Perda da Força – (Neemias 4:10) – Até mesmo o motivador ficou desanimado. Neemias era um homem corajoso, motivador e pediu que o Senhor fortalecesse suas mãos. Deus vai enviar pessoas para te fortalecer. Não deixe o orgulho atrapalhar o agir de Deus em sua vida. Seja ensinável, não rejeite ajuda. Os muros pela metade podem representar pessoas com medo, acomodadas. O Senhor é a tua força.
2. Perda da Visão – Você apenas consegue olhar para os escombros, para o desânimo, perde a visão das promessas de Deus para a sua vida. Não podemos perder a visão de águia. Olhe para a vitória em Cristo!
3. Perda da Confiança – É a geradora de desânimos mais devastadora e mais perigosa. A perda da força, juntamente com a perda da visão, geram a perda da confiança em Deus, que é perder a essência, o coração.
É aceitar que nada mais tem valor. Olhe para o alvo: ”Tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa Fé” (Hebreus 12:2).
4. Perda da Segurança – Reúne o cansaço físico e mental, juntamente com a insegurança. Isso faz com que não olhemos para a realidade de nossas vidas. A nossa segurança está em Jesus.
 
E finalmente obtenha a Cura para o desânimo:
• Reúna metas e mantenha equilíbrio.
• Forme um ministério para servir aos outros.
• Trabalhe na obra e não largue as vestes do seu chamado.
• Não retroceda.
 
 Até que ponto você se importa pela vida dos seus irmãos e irmãs? Amar é correr riscos. Amar é envolver-se. O Senhor conta com você!

“OBSTÁCULOS EM NOSSAS VIDAS”

Você é uma pessoa influenciadora ou influenciada? Você foi chamado pelo Senhor para motivar as pessoas ao seu redor. O Senhor requer de nós um esforço, para que as raízes e o comodismo sejam arrancados de nossas vidas, a fim de termos um olhar de águia.
 
Esdras foi responsável pela reconstrução do altar do Senhor, para trazer arrependimento (Esdras 3:1-7). Esse altar, no Antigo Testamento, representava o templo, o qual necessitava de um sacerdote. Hoje, nosso coração é o altar e nós, os sacerdotes. Para essa reconstrução, necessitamos de alguns pilares:
 
1º Precisamos ter a consciência de quem somos para Deus.
2º Precisamos receber o perdão e aprender a perdoar-nos.
3º A nossa alma deve ser curada, através da derrubada de velhas estruturas, permitindo a construção de novos muros.
4º Quando confiamos, entregamos; por isso, o Senhor espera que entreguemos TODA a nossa vida em Suas mãos.
 
Mesmo quando nos sentimos impotentes diante das circunstâncias, devemos aproveitar a oportunidade para adorar ao Senhor (Esdras 3:13-18), pois Ele deseja fazer algo novo.
 
Deus honra e abençoa mulheres que planejam, traçam metas, realizam suas funções com excelência, assim como Neemias que, apesar de não ter cargo eclesiástico, era organizado, íntegro, piedoso e fazia todas as coisas com zelo. Fazemos parte do exército do Senhor Jesus e ele conta com nossa motivação! Ele deseja que sejamos mulheres como Neemias: INFLUENCIADORAS! Ele conseguiu encontrar motivação quando os muros de Jerusalém estavam em ruínas, assim como, muitas vezes, nossas vidas estão diante do Senhor. Essas ruínas representam a negligência, murmuração, falta de disciplina pessoal e espiritual, egoísmo, orgulho, desânimo, imoralidade, tendência ao julgamento, afastando nossa vida da presença de Deus e do Seu agir. Precisamos entender, contudo, que nada muda o Amor do Senhor por nós e Ele nunca se esquece de nós (Isaías 49:15-16), por isso, Ele está olhando uma reconstrução linda em nossas vidas.
 
Neemias (Capítulo 3) levantou e influenciou pessoas para a reconstrução dos muros. Quando você dedica-se a atitudes de mudança, assim como Neemias (4:1-12, 23), os opositores levantam-se, mas não devemos largar as nossas armas poderosas: o Amor, o Jejum, a Oração, nossas vestes de Louvor e Adoração. Aprendemos com Neemias que algumas etapas precisam ser cumpridas para que os muros sejam reconstruídos:
 
1ª Avaliação: Antes da reconstrução é necessário retirar os “escombros”, toda a sujeira, todo o passado que ainda nos aprisiona e isso poderá ser feito através de uma avaliação, ou seja, um inventário pessoal, com análise de tudo o que precisa ser lançado fora de nossa vida. Antes, porém, é necessário que busquemos intimidade com o Senhor, através da oração, investindo nosso tempo e sabendo esperar a reposta que vem de Deus.
 
2ª Superficialidade: Precisamos realmente sair da superficialidade, arrancando raízes, estabelecendo metas, saindo do comodismo e levando a sério nossa parceria com Deus. Lute, esforce-se, planeje, estabeleça metas e cumpra-as; não fique na racionalização, pois o que você tem de fazer, ninguém irá realizar: depende do seu esforço!
 
3ª Perseverança: Quem é guerreira, persevera e é motivadora. Sabemos que as situações parecem difíceis, que não iremos suportar, mas o Senhor dá-nos o ânimo necessário. No silêncio, Deus age!
A mulher influenciadora tem visão ampla, humildade, é altruísta, generosa e movida por compaixão; é fundamentada em amor, no serviço ao próximo; ela traz à existência o que não existe, atrai muitas pessoas, até mesmo inimigos, mas é forte e persevera. A mulher influenciada, por sua vez, sempre quer entender o porquê de tudo, não se entrega verdadeiramente nas mãos do Senhor e não sabe separar seus problemas.
 
Há dois tipos de motivação:
1 – Motivação Extrínseca: É externa e apela para atitudes materialistas; típica de alguém que não tem valores nobres, do Reino.
2 – Motivação Intrínseca: Devolve o mal com o bem, sem obstinação, sem orgulho, sem vaidade.
 
O Senhor Deus deseja que sejamos pessoas influenciadoras, dotadas de motivação intrínseca; curadas e tratadas; preparadas para tudo; prontos a perdoar e realizar qualquer tarefa com excelência; sabendo separar os problemas, como prova de maturidade espiritual; certas de que Jesus está à frente de tudo.
 
O Senhor, muitas vezes, usa as situações que nos machucaram para curar outras vidas, fazendo de nosso sofrimento um alicerce para a reconstrução de novos muros.
Saiba administrar o seu tempo, tendo momentos constantes de oração. Deus quer uma igreja que ora e essa igreja somos nós!
 
“Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus e não de nós”. I Coríntios 4:7
 
O Senhor é nossa motivação!

Deus não trabalha na ansiedade do homem.
As coisas acontecem na hora certa!
As coisas acontecem exatamente quando devem acontecer!
Leia a primeira linha com atenção.
Se Deus trouxe isto a você, Ele lhe trará algo através disto!
Momentos felizes, louve a Deus. Momentos difíceis, busque a Deus.
Momentos silenciosos, adore a Deus.
Momentos dolorosos, confie em Deus.
Cada momento, AGRADEÇA A DEUS.

Esperança

   

Quando estou só
E o choro parece querer chegar
E um sentimento de temor, como será?
O amanhã que eu não vejo quer me assustar
Oh meu Deus ajuda-me a confiar

Quando os sonhos se frustram
Ou parecem não se realizar
Quando as forças se acabam
Tudo o que sei é Te adorar

Quando as feridas do meu coração não querem sarar
E me atrapalham a visão
Tuas promessas são tão grandes e as lutas querem me esmagar
Oh meu Deus, ajuda-me a avançar

Quando os sonhos se frustram
Ou parecem não se realizar
Quando as forças se acabam
Tudo o que sei é Te adorar

Tua presença que aquieta a alma e me faz ninar
Como um bebê que não precisa se preocupar
A minha vida escondida em Tuas mãos está
Oh meu Deus, em Ti eu posso confiar

A esperança renasce
E a certeza de que perto estás
Tua paz me invade,
Pois tudo o que sei é te adorar

Por Diante do Trono

Feliz dia dos Namorados


Aaah, o amor!
Sentimento mais puro e insano!
Certo e errado!
Um misto entre o eterno e o prazeroso!
Muitos poetas e sábios tentaram explicar tal sentimento…
Na propria bíblia é possível encontrar definição para a simples e ao mesmo tempo confusa, palavra AMOR!
Talvez seja difícil explicar que amor não é somente carnal e não acontece entre duas pessoas… Talvez não!
No dicionário, o significado de Amor, vem com as seguintes palavras: "Sentimento que predispõe alguem a desejar o bem de outrem…"! Mas o dicionário, é um meio muito indiferente; e nós sabemos que amar é realmente mais que isso!
Então, quem sou eu para falar sobre isso…

"Amor não se explica, Apenas se sente…"

Um pouco di História… Dia dos namorados…

O amor!!!!!

O Dia dos Namorados, ou em inglês,Valentine’s Day,( Dia de São Valentim);tem origem no Império Romano.

No reinado do Imperador Claudius II, Roma estava envolvida em diversas campanhas militares sangrentas e impopulares.

Claudius enfrentava, então, grandes dificuldades em recrutar novos soldados e acreditava que a razão destas dificuldades residia no fato de os homens resistirem em abandonar as suas namoradas, esposas e amantes. Tomou uma decisão drástica: cancelar todos os noivados e proibir todos os casamentos em Roma.

Quem se mobilizou em favor dos jovens amantes foi um Bispo de Terni, (cidade italiana a 75 km de Roma), chamado Valentim. O bispo resolveu começou um movimento de desobediência civil, defendendo o direito ao amor no Império Romano. E foi mais longe: passou a oficiar o casamento de todos aqueles que aparecessem em sua paróquia.

O Imperador Claudius acabou por ser informado destas cerimônias, e resolveu prender Valentim.

Preso, torturado e condenado à morte, enquanto esteve na prisão, ele teria recebido muitas mensagens de encorajamento e flores das pessoas que acreditavam no amor. Surgiu também, durante o seu cativeiro, uma mulher de nome Júlia, filha do seu carcereiro, cega desde nascença, que o visitara com alguma freqüência levando-lhe comida e muita conversa. Diz a história que Valentim, sensibilizado com o problema de Júlia, implorou diariamente a Deus para que a fizesse recuperar a visão. Certo dia, durante uma das suas visitas, uma luz iluminou a cela e Júlia começou a chorar? ela começou a ver. Perante este milagre, toda a sua família converteu-se ao Cristianismo. Claudius II, sabendo desta história e percebendo que Valentim não tinha renunciado o seu Deus, condenou-o à morte. Valentim, sacerdote cristão, teria sido morto a 14 de Fevereiro de 269 d.C..

Controvérsias

A Igreja Católica reconhece ao menos três diferentes santos chamados Valentim, todos mártires.

A versão principal diz que quando Claudius descobriu o que São Valentim estava fazendo, decretou pena de morte para o padre. Outras histórias sugerem que o santo pode ter sido executado por tentar ajudar os Cristãos a escaparem das prisões romanas, onde eram muitas vezes torturados e mortos.

Outra versão, transforma a jovem cega em donzela. De acordo com a outra lenda, quando prisioneiro ele teria se apaixonado pela filha de seu carcereiro, que o visitava. Antes de morrer, ele teria escrito uma carta para ela, onde assinou do seu Valentim, na tradução inglesa ficou "from your valentine", uma expressão que é utilizada ainda hoje nos cartões nesta data.

Esta carta é considerada o primeiro "cartão" de dia dos namorados. Embora ninguém saiba a verdade, as histórias certamente enfatizam o santo como simpático, heróico e principalmente, romântico. Durante a Idade Média, ele foi o santo mais popular na Inglaterra e França.

Enquanto alguns acreditam que a data é celebrada no meio de fevereiro para lembrar o aniversário da morte ou enterro do santo. – outros dizem que a Igreja decidiu celebrar a data em uma tentativa de converter comemorações pagãs realizadas na mesma época. Na Roma antiga, fevereiro era oficialmente o início da primavera e era o tempo de purificação.

As casas eram limpas em um ritual onde depois de varrer a casa, espalhava-se sal e um tipo de trigo pelos cômodos. Então se iniciava a Lupercalia, em 15 de fevereiro, que era um festival da fertilidade, dedicado a Faunus, o deus romano da agricultura, e aos fundadores da cidade, Rômulo e Remo.

Para iniciar o festival, membros do Luperci, uma ordem de sacerdotes romanos, se encontravam em uma caverna sagrada, que era onde se acreditava que Rômulo e Remo teriam sido criados por uma loba. Os sacerdotes então sacrificavam uma cabra, para fertilidade, e um cachorro, para purificação. A cabra era então cortada em pedaços, que eram molhados no seu próprio sangue e um grupo andava pela cidade molhando os campos e as mulheres com o sangue destes pedaços, para trazer fertilidade no próximo ano.

Mais tarde neste mesmo dia, todas as mulheres jovens colocariam seus nomes em uma grande urna. Os homens solteiros da cidade então tiravam um nome e se formavam os pares para o ano, muitos resultando em casamento.

O Papa Gelasius declarou 14 de fevereiro como dia de São Valentim por volta de 498 d.C. A "loteria" de casais foi então proclamada anti-cristã e fora da lei. Durante a Idade Média, o dia 14 de fevereiro era comumente creditado como o inicio da temporada de acasalamento dos pássaros, o que contribuiu para a idéia que esse dia deveria ser associado com romance.

O mais antigo presente de dia dos namorados existente hoje é um poema escrito pelo Duque Charles, de Orleans, para sua esposa, enquanto ele era prisioneiro na Torre de Londres, após sua captura na importante Batalha de Agincourt.

O poema, escrito em 1415, é parte da coleção de manuscritos da Biblioteca Nacional de Londres. Muitos anos depois, acredita-se que o Rei Henrique V contratou um escritor chamado John Lydgate para criar uma mensagem pela data para Catherine de Valois. No Reino Unido, o dia começou a se tornar popular no século 17. Na metade do século 18, era comum para amigos e namorados de todas as classes sociais trocarem pequenos presentes e cartas nesta data.

No final do século, os cartões impressos começaram a substituir as cartas tradicionais, devido aos avanços da tecnologia de impressão. Os norte-americanos provavelmente iniciaram sua troca de cartões feitos à mão por volta de 1700. Já no ano de 1840, Esther A. Howland começou a vender os primeiros cartões produzidos em grande escala nos Estados Unidos.

De acordo com a Associação de Cartões dos EUA, aproximadamente um bilhão de cartões são enviados todos os anos neste dia, tornando o dia dos namorados o segundo maior dia em envio de cartões do ano, perdendo apenas para o Natal. Estima-se que 85% dos cartões sejam comprados por mulheres. A data é comemorada em muitos países, incluindo Canadá, México, Reino Unido e França. No Brasil, apesar de ser comemorado às vésperas do dia de Santo Antônio, o famoso santo casamenteiro, tudo começou com uma campanha realizada em 1949 pelo publicitário João Dória – na época na Agência Standard Propaganda – sob encomenda da extinta loja Clipper.

Para melhorar as vendas de junho, então o mês mais fraco para o comércio, e com o apoio da confederação de Comércio de São Paulo, instituiu a data com o slogan: "Não é só de beijos que se prova o amor". A Standard ganhou o título de agência do ano e a moda pegou, para a alegria dos comerciantes.

Desde então, 12 de junho se tornou uma data especial, unindo ainda mais os casais apaixonados, com direito a troca de presentes, cartões, bilhetes, flores, bombons….Uma infinidade de opções para se dizer "Eu Te Amo!". Nem todos os países comemoram o dia dos namorados como nós fazemos. Na Itália, as pessoas fazem um grande banquete no dia 14 de Fevereiro. Na Inglaterra, as crianças cantam canções a recebem doces e balas de frutas de seus pais.

E na Dinamarca, as pessoas mandam flores prensadas umas às outras, chamadas "flocos de neve". No Japão a data foi introduzida em 1936 e o costume neste dia é de as mulheres presentearem os seus amados com caixas de chocolates.

inquilino mais infeliz do mundo?

Divulgação

Você mora de aluguel? Se sente infeliz? Então talvez lhe conforte saber que existem pessoas em situação pior que a sua.

Sabe qual é o inquilino mais infeliz do mundo?

É o espermatozóide.
Mora com milhões de irmãos na casa do cacete .
O apartamento é um ovo.
O prédio é um saco.
Os vizinhos da frente, uns pentelhos.
O de traz, só faz merda.
E o proprietário quando fica duro bota todo mundo pra fora.